O futuro esta na Otimização para Pesquisa por Voz

O futuro esta na Otimização para Pesquisa por Voz

O futuro esta na Otimização para Pesquisa por Voz

A web conversacional está em todo lugar. Usando nossas vozes podemos reunir instantaneamente informações e outros conteúdos de dispositivos inteligentes, painéis de carro, controles remotos de TV e os assistentes digitais dentro de nossos smartphones. À medida que a pesquisa por voz torna-se parte da vida das pessoas, editores e outras organizações têm uma nova consideração estratégica: nosso conteúdo é otimizado para pesquisa por voz?

Finalmente, as máquinas estão melhorando a indexação para entender o conteúdo de áudio, que antes era bloqueado em formas de onda ilegíveis pelos rastreadores da web. Isso significa que o universo cada vez maior de podcasts, programas de rádio e outros conteúdos de áudio ​​pode ser pesquisado e navegado como a web tradicional baseada em texto. O Audioburst é uma das startups que lideram o esforço para tornar esses sons mais navegáveis.

Sua tecnologia ingere e analisa áudio de rádios ao vivo, podcasts e outras fontes e usa o processamento de linguagem natural para entender seu conteúdo, contextualizá-lo e torná-lo pesquisável. A tecnologia do Audioburst está disponível para desenvolvedores por meio de sua API e a empresa está se movendo rapidamente para colocar sua experiência de audição com inteligência artificial em carros.

Ao mesmo tempo, a linha entre as páginas da web antiquadas e o conteúdo de áudio está diminuindo. Novas ferramentas de marcação permitem que os editores ajudem máquinas (como IAs de assistente de voz) a "ler" conteúdo escrito e traduzi-lo em áudio falado. O Google lançou recentemente uma marcação de dados estruturada chamada Speakable que os editores podem usar para otimizar seu conteúdo para o Google Assistant. Ele permite que os editores marquem seções de artigos de notícias e os otimizem para serem lidos em voz alta pelo assistente inteligente do Google. 

Nos carros, onde Alexa, Siri e Google Assistant já estão disponíveis como copilotos virtuais, a pesquisa por voz também avança. Em 2019, a Amazon lançou o Alexa compatível com HIPPA para instalações de saúde, enquanto o Alexa For Hospitality (lançado pela Amazon e Marriott) permite que os hóspedes do hotel possam fazer perguntas a um concierge virtual, bem como solicitar serviços como toalhas limpas ou um check-out tardio. Espere que a pesquisa por voz continue se entrelaçando em mais cantos de nossas vidas.

O que vem a seguir?
O Voice Search Optimization (VSO) é o novo Search Engine Optimization (SEO). As empresas precisarão considerar como seu conteúdo - tanto em áudio quanto em texto - é entregue via interfaces conversacionais. Isso significa tanto garantir que o conteúdo seja formatado adequadamente quanto entender as nuances contextuais de como as pessoas usam a pesquisa por voz no dia-a-dia.

À medida que o VSO avança, podemos ver profissionais de marketing e editores tentando para ser mais esperto do que os algoritmos de busca por voz com truques black hat.Para os consumidores, a privacidade continuará sendo uma preocupação, aumentando a pressão sobre as empresas de tecnologia para oferecer maior controle e transparência. O novo comando Alexa da Amazon, "exclua o que eu disse hoje", é um exemplo do que está por vir.


marketing digital erechim passo fundo rs
Entre em contato

Deseja aproveitar melhor as oportunidades do mundo online? Possuimos ferramentas e métodos que podem lhe ajudar. Vamos conversar!

(54) 9 9122-7669
Rua Santa Catarina, 29 sala 32
Centro - Erechim